Perda Auditiva

image-perda-auditiva
Normalmente, a perda auditiva inicia-se de maneira lenta e progressiva, de modo que a pessoa não percebe facilmente que está com perda auditiva. Parentes, amigos ou colegas são geralmente os primeiros a notarem que há algo de errado.
Quando o assunto é saúde auditiva, é comum ouvir comentários como este: “fiz um exame há algum tempo, que acusou uma perda auditiva leve, mas, como não me atrapalha muito, não fui ainda em busca de tratamento”. Ou então comentários como: “Eu não tenho perda auditiva, só tenho dificuldade para entender as pessoas em algumas situações”.

Quando, afinal, é preciso usar aparelho auditivo?
 
De acordo com a fonoaudióloga Vanessa Gardini, “É comum as pessoas deixarem para procurar ajuda só quando o problema piora. Mas a própria negligência é uma maneira de agravar o quadro”.
Segundo a especialista, mesmo quando a perda auditiva aparentemente não incomoda, a indicação para a utilização do aparelho auditivo deve ser feita com base nos exames de diagnóstico e precocemente.

Como diagnosticar a perda auditiva?

 “A audiometria clínica é o principal exame para descobrir o grau e o tipo de perda auditiva. Com estas informações em mãos, o fonoaudiólogo consegue entender o que está acontecendo de errado com a audição”, explica a especialista.
“Alguns tipos de perda auditiva são temporários, como durante infecções de ouvido. Desta forma, com o tratamento do problema, a perda costuma ser revertida, dispensando a necessidade de usar aparelhos. Contudo, quando a deficiência é irreversível, como as causadas pelo avanço da idade, exposição excessiva a ruídos elevados, genética, acidentes e infecções tratadas inadequadamente, aí, sim, é indicada a reabilitação com aparelhos auditivos”, afirma.
As deficiências auditivas podem ocorrer em todas as partes do ouvido; disfunções do ouvido externo ou médio geralmente podem ser tratadas com medicamentos ou cirurgia. No entanto, 80% de todas as deficiências auditivas são causadas por disfunções ou danos ao ouvido interno. Hoje, os aparelhos auditivos modernos podem reabilitar a maioria das perdas.
 A especialista enfatiza ainda, que a falta de cuidados com a audição é o principal fator que leva à necessidade de utilizar aparelhos auditivos.

Quais são os principais sintomas da deficiência auditiva?
 
  • As pessoas aparentam murmurar com mais frequência;
  • Você ouve, mas tem problemas em entender;
  • Por vezes você pede para que as pessoas repitam o que disseram;
  • Conversas ao telefone são mais difíceis;
  • Você não consegue ouvir sons cotidianos como a torneira pingando ou o tic- tac do relógio;
  • É difícil ouvir sem observar o rosto de quem fala;
  • Você é avisado que fala muito alto;
  • As pessoas dizem que você ouve rádio e TV muito alto;
  • Há algo soando ou zumbindo em seu ouvido;
  • Conversas são difíceis em um grupo muito grande;
  • Você tem problemas de acompanhar conversas com mais de duas pessoas;
  • Você sente dificuldades para ouvir em lugares muito cheios como restaurantes e shoppings;
 
Concorda com algum dos itens da lista, é possível que tenha perda auditiva.

Se você possui perda auditiva, é importante saber que você não está sozinho. Isso porque você é um entre 500 milhões de pessoas que possuem perda auditiva no mundo. Por exemplo, na maioria dos países, uma a cada seis pessoas possui algum grau de perda auditiva. Mas fique tranquilo, pois em 90% dos casos, um aparelho auditivo bem adaptado pode melhorar a comunicação das pessoas com perda auditiva. Esteja certo de que existe uma solução.

Qual modelo de aparelho devo escolher?

image-perda-auditiva

Atualmente existem inúmeras opções de aparelhos auditivos no nosso portifólio, totalmente personalizados e com diferentes recursos e modelos capazes de melhorar o seu dia a dia sem interferir no seu estilo de vida. Importante salientar que a Pró–Ouvir trabalha exclusivamente com a marca premium Signia (Siemens) e todos os nossos aparelhos são produtos médicos, com certificação da ANVISA.

O formato ou estilo de aparelho é determinado de acordo com o grau (nível) de perda que você apresenta, as suas dificuldades e necessidades.

Essa ampla avaliação é realizada por um fonoaudiólogo especialista da Pró-Ouvir, habilitado e treinado especialmente para identificar qual estilo é o mais adequado a sua perda, as suas necessidades e fazer assim, a reabilitação auditiva correta.

Adaptar e regular um aparelho auditivo é um trabalho sério, exige muito conhecimento e deve ser realizado exclusivamente por um fonoaudiólogo especialista, sempre presencialmente. A regulagem é feita por testes computadorizados que verificam e amplificam corretamente cada frequência da audição, garantindo uma adaptação perfeita.

Estamos em uma nova era, onde os sensores de inteligência artificial e funcionalidades acústicas conseguem entender o que você precisa em qualquer ambiente acústico.

Os nossos aparelhos auditivos são inovadores, totalmente personalizados e programados para que você tenha o máximo desempenho e escute com clareza o que realmente importa em todas as situações.
 
image-perda-auditiva

Voltar a ouvir bem novamente só traz efeitos positivos.

Estudos mostram que a grande maioria dos usuários de aparelhos auditivos estão muito ou extremamente satisfeitos com seus aparelhos. Usuários mais experientes dizem que seus contatos sociais, assim como o físico e mental tem melhorado significativamente. Eles se sentem adaptados e muito mais preparados para enfrentarem novos desafios. 

Esteja aberto a novas experiências auditivas. Isso irá melhorar sua qualidade de vida.

Tome uma atitude agora e agende uma consulta gratuita.
image-perda-auditiva image-perda-auditiva image-perda-auditiva image-perda-auditiva image-perda-auditiva

Clique na imagem para ampliá-la