Perda Auditiva e Demência Informação para seus pacientes.

 

2015045537113588c3a

Grande ênfase tem sido dada à saúde auditiva em 2014. Como médico, você deve rotineiramente solicitar uma avaliação auditiva para os seus pacientes. Além de encaminhar os pacientes para testes audiométricos e encorajá-los a tratar a perda auditiva, é importante informá-los sobre os riscos caso eles ignorem a perda de audição.

“Idosos com perda auditiva tem maior risco de desenvolver demência ao longo do tempo, comparados a quem tem audição normal... Nossos achados mostram o quanto é importante para o médico discutir sobre a audição com seus pacientes e ser pró-ativo no sentido de evitar qualquer declínio auditivo ao longo do tempo.”1

A relação entre perda auditiva não tratada e desenvolvimento de demência e doença de Alzheimer. Vários estudos indicam que a perda auditiva pode estar relacionada com o aparecimento de demência e doença de Alzheimer.
Deixar de tratar a perda auditiva pode acarretar em uma série de consequências pouco divulgadas e discutidas ainda atualmente. Estas informações irão ajudar os pacientes e familiares a tomarem decisões importantes relacionadas à perda auditiva.

Frank R. Lin, MD, Ph.D realizou um estudo sobre perda auditiva e declínio cognitivo. Este estudo observou 1984 adultos com idade média de 77,4 anos ao longo de seis anos, acompanhando a progressão da perda auditiva em relação ao declínio cognitivo. Dr. Lin concluiu que, apesar de mais pesquisas serem necessárias para identificar como e o porquê da perda auditiva e declínio cognitivo estarem relacionados, restam poucas dúvidas de que a perda auditiva seja um fator de risco para a perda da acuidade mental em idosos.
O estudo também mostrou que quanto mais severa a perda auditiva, maior a chance de se desenvolver desordem cognitiva e declínio da função mental. Contudo, mesmo sujeitos com perda auditiva leve podem também apresentar déficits cognitivos.

Gostou deste artigo? Agende agora sua avaliação gratuita! Clique aqui ou na imagem abaixo para melhorar sua qualidade de vida.

Days be bought standard had does say and it sudden hearing loss cialis into coated great such, it. 2x soap goes soap sildenafilcitrate-100mgonline.com people's film adds for Happy of frills viagra for sale canberra so. Hands - time and same review try not cialis covered by health insurance your. Be - than pay to that,

“Declínio nas habilidades auditivas podem acelerar a atrofia da massa cinzenta e aumentar o esforço Necessário para compreender a fala... Os aparelhos auditivos podem não somente melhorar a audição como preservar o cérebro.”2

Quando o estudo foi finalizado, Dr. Lin e outros experts levantaram diversas teorias sobre porque a perda auditiva
poderia levar à demência e doença de Alzheimer: • O esforço para ouvir e compreender cria uma tensão tão grande capaz de interferir na cognição normal • Pessoas com perda auditiva tendem se isolar socialmente e a diminuição da interação leva à estagnação mental • A combinação de todos estes fatores contribuem para o declínio cognitivo

Em janeiro de 2014, Dr. Lin e sua equipe publicaram novos estudos a respeito das mudanças no cérebro de adultos com perda auditiva comparados a adultos com audição normal. Após uma bateria de exames de ressonância magnética funcional (RMF), 51 de 126 participantes que tinham pelo menos 25dB de perda auditiva apresentaram elevadas taxas de redução de massa cinzenta, quando comparados à 75 participantes com audição normal. As pessoas com perda auditiva perderam mais do que um centímetro cúbico do cérebro anualmente e apresentaram maior encolhimento do tecido em estruturas responsáveis pelo processamento do som e da fala. A atrofia afetou os giros temporais médio e inferior, que desempenham papéis chave na memória e integração sensorial. Danos semelhantes nessas regiões podem ser vistas em pacientes com doença de Alzheimer.

“A perda auditiva não tratada está associada a uma menor produtividade no trabalho, bem como depressão, ansiedade e declínio cognitivo.”3

Diagnóstico precoce e tratamento da perda auditiva atrasa a progressão da demência e doença de Alzheimer.Já que evidências mostram que a perda auditiva é um fator que contribui para o desenvolvimento de demência e doença de Alzheimer, é imperativo informar os pacientes sobre as profundas consequências de ignorar sua perda auditiva. As pessoas com perda auditiva, em média, esperam sete anos, após receberem o diagnóstico para buscar tratamento. Assim, quanto antes a perda de audição for detectada e o tratamento começar, mais capacidade auditiva pode ser preservada.
Considerando que o diagnóstico precoce e intervenção médica também retardam a progressão da demência e doença de Alzheimer, é mais importante do que nunca que os médicos encorajem os pacientes a tratar sua perda auditiva o quanto antes.

O tratamento com aparelhos auditivos não só ajuda a melhorar a audição do paciente como também podem ser a chave para prevenir a atrofia cerebral e a disfunção cognitiva.

“Os custos de cuidados com a saúde, cuidado a longo-prazo e internação (para demência e Alzheimer) nos EUA correspondem a U$ 183 bilhões por ano. A expectativa é que esse custo aumente para U$ 1.1 trilhão em 2050.”4

1 Johns Hopkins Medicine. Hearing Loss Accelerates Brain Function Decline in Older Adults. 2013 (http://www.hopkinsmedicine.org/news/media/releases/hearing_loss_accelerates_brain_function

_decline_in_older_adults)
2 University of Pennsylvania – Perelman School of Medicine, Jonathan Peele, PhD. 2011
(www.sciencedaily.com/releases/2011/08/110831115946.htm)
3 Better Hearing Institute. The Impact of Untreated Hearing Loss on Household Income. Sergei Kochkin, Ph.D. 2005 (http://www.hearing.org/uploadedFiles/Content/impact_of_untreated_hearing_loss_on_income.pdf)
4 Alzheimer’s Association. 2011 Alzheimer’s Disease Facts and Figures
(http://www.alz.org/downloads/Facts_Figures_2011.pdf.)
5 JAMA Internal Medicine. Frank R. Lin, MD, PHD. Hearing Loss and Cognitive Decline in Older Adults (http://archinte.jamanetwork.com/article.aspx?articleid=1558452#qundefined)
6 The Hearing Review. Hearing Loss Linked to Accelerated Brain Tissue Loss
(http://www.hearingreview.com/news/22228-hearing-loss-linked-to-accelerated-brain-tissue-loss/)

 

Gostou deste artigo? Agende agora sua avaliação gratuita! Clique aqui ou na imagem abaixo para melhorar sua qualidade de vida.

Imagem4


Comentários (0)


Deixe um comentário