Sorocabana com perda auditiva tem vida transformada com doação de aparelho

Andreia Martins sofria com a surdez desde a infância e mudou de vida após ganhar avançado aparelho auditivo em ação conjunta que uniu a Pró-Ouvir Aparelhos Auditivos, sócios e a diretoria do Clube de Campo de Sorocaba. "Já participei de testes e entrevistas de emprego para as quais nunca fui chamada, embora tivesse me saído bem. Tinha vergonha de conversar ou pedir para alguém repetir o que dizia e evitava o diálogo, pois não conseguiria entender direito. Ficava irritada com minha família, aumentava o volume da TV e passava longe do telefone. As pessoas me chamavam de surda, me repreendiam por falar muito alto e tudo isso me deixava muito triste e desmotivada". Com essas palavras, Andreia Martins, colaboradora do setor de limpeza do Clube de Campo de Sorocaba, ilustra pontos pouco conhecidos da vida de quem sofre com a perda de audição, problema que acomete mais de 1 bilhão de pessoas no mundo, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), com implicações muito mais complexas do que a diminuição da capacidade auditiva em si. O depoimento de Andreia vai ao encontro do que pensa a maioria dos especialistas da área, inclusive Dra. Vanessa Gardini, fonoaudióloga da Pró-Ouvir Aparelhos Auditivos. A perda auditiva implica em muitos prejuízos para a vida de quem sofre e não trata o problema. Diversos estudos comprovam essa afirmação, no entanto, só quem conhece, convive ou ouve diretamente os relatos de quem apresenta a deficiência parece entender realmente a gravidade da situação, afirma a especialista. Embora relate ter sofrido muitas vezes com a discriminação, as coisas começaram a mudar quando Andreia participou de uma seletiva e foi contratada para trabalhar no clube sorocabano. Participei dos testes e da entrevista e fui selecionada, o que me deixou muito feliz e preocupada com os próximos desafios, relembra. Ela adquiriu a perda auditiva ainda na infância, após sofrer com as doenças toxoplasmose e rubéola, que também provocaram uma pequena limitação física. No novo posto de trabalho, sendo responsável pela limpeza dos vestiários, ela não encontrou dificuldades no operacional, no entanto, a comunicação continuava sendo uma barreira. As pessoas falavam comigo e eu não respondia. Muitos pensavam que eu não queria responder por ser antipática. Outras estranhavam por eu falar muito alto, conta. Mas a situação de Andreia estava por melhorar ainda mais. Em março de 2019, a Pró-Ouvir Aparelhos Auditivos e o Clube de Campo de Sorocaba firmaram uma parceria para a realização de uma palestra educativa aos sócios, com o objetivo de conscientizar a respeito dos cuidados com a audição e os riscos da perda auditiva não tratada. Assim que firmamos a parceria para a palestra, comentamos sobre uma funcionária que sofria com problemas auditivos, lembra Kaio Monteiro, coordenador de comunicação do clube. Trouxemos a Andreia para o nosso consultório e fizemos exames de audiometria e impedanciometria para identificar o grau da perda auditiva e observamos uma perda profunda em um dos ouvidos, lembra Dra. Vanessa. Antes mesmo da consulta com a especialista da Pró-Ouvir, alguns sócios do Clube de Campo tinham iniciado uma ação coletiva, uma espécie de vaquinha, para angariar fundos para a aquisição de um aparelho auditivo a Andreia. A nossa clínica ficou sabendo da iniciativa e apoiou a causa, doando os restantes 50% do valor do aparelho auditivo para ela, fala a fonoaudióloga. Com o novo e avançado aparelho da marca Signia já adaptado, Andreia revela ter experimentado uma transformação em sua vida. Estou ouvindo muito bem! Uso o aparelho, em média, 15 horas por dia. Tiro somente para dormir e para o banho. Além de estar ouvindo, consigo falar ao telefone e minha família tem notado que estou mais calma, menos irritada e conversando melhor com todo mundo. Falam que sou outra pessoa, depois que adaptei o aparelho, diz emocionada. Ela também afirma ter observado melhora em sua autoestima e redução da ansiedade. Por isso, enfatizamos tanto a necessidade de procurar ajuda e tratamento especializado, pois a perda auditiva é algo extremamente sério, ao contrário do que muitos pensam. O relato da Andreia é mais uma prova da importância do assunto, pontua Dra. Vanessa. Andreia contou com o apoio da Pró-Ouvir Aparelhos Auditivos e da diretoria e dos sócios do Clube de Campo de Sorocaba para a aquisição do aparelho auditivo. No entanto, há diversas formas para que todos possam adquirir o acessório. O modelo e o preço do aparelho são determinados pelas necessidades do paciente e pelas funcionalidades agregadas. Além das condições especiais de financiamento diretamente com o revendedor autorizado, atualmente, existem linhas de crédito especiais para compra pelo Banco do Brasil, assim como também é possível utilizar os recursos do FGTS. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3231-6776, pelo site: proouvir.com.br ou pelo Facebook: facebook.com/proouviraparelhosauditivos. A Pró-Ouvir Aparelhos Auditivos está localizada na Rua Dr. Arthur Gomes, 552, no Centro, em Sorocaba (SP).


Comentários (0)


Deixe um comentário