10 perguntas e respostas sobre a audiometria

Exame que diagnostica a perda auditiva ainda gera dúvidas; fonoaudióloga elenca as principais questões e desmistifica esse importante teste preventivo.Atualmente, alguns tipos de exames estão se tornando mais conhecidos e acessíveis. A audiometria, por exemplo, que antes era de difícil acesso e feita só quando existia algum problema auditivo, hoje é realizada de forma preventiva, seja por iniciativa dos próprios pacientes ou de empresas, que se preocupam com a saúde auditiva dos funcionários.Mesmo com uma maior popularidade, o exame de audiometria ainda gera dúvidas e, naturalmente, uma resistência ou preconceito por parte daqueles que não entendem perfeitamente como funciona o teste.Pensando nessas pessoas, Dra. Vanessa Gardini, fonoaudióloga da Pró-Ouvir Aparelhos Auditivos, de Sorocaba (SP), responde as perguntas mais frequentes sobre a audiometria, apresentando um verdadeiro guia para a realização desse exame tão importante para a avaliação da nossa capacidade de escutar. Confira:O que é a audiometria?Exame simples e indolor que avalia o grau e tipo da perda auditiva e capacidade de compreensão de fala.Como funciona o exame?O paciente examinado fica dentro de uma cabine, que possui isolamento acústico para que os sons exteriores não interfiram no teste. São colocados fones de ouvidos especiais e o fonoaudiólogo, do lado de fora, emite diversos sons, por meio de um equipamento. São palavras e tons que simulam sons do dia a dia, em diferentes frequências e intensidades sonoras. São testados, individualmente, ambos os ouvidos. O objetivo do teste é mapear onde o paciente começa a ouvir nas diferentes frequências da audição.Quanto tempo dura?Uma audiometria completa dura em torno de 10 a 20 minutos.O que acontece depois?Ao final do teste, é emitido um laudo, em que consta a capacidade de escutar em cada frequência. Caso a pessoa apresente diminuição em algumas delas, é confirmada a perda auditiva.Qual o custo do exame?O custo varia de acordo com a clínica que realiza o procedimento e da tecnologia empregada para a realização do teste. Os planos de saúde cobrem o exame e o Sistema ?nico de Saúde (SUS) também o realiza gratuitamente em muitas cidades.Quem pode e quando fazer o teste?Qualquer pessoa pode fazer a audiometria. Normalmente, é recomendado que seja feita na infância e na vida adulta. Após os 50 anos de idade, o ideal é repetir anualmente, para acompanhamento mais detalhado do envelhecimento natural dos ouvidos. Pessoas que trabalham em ambientes ruidosos ou que possuam doenças crônicas como diabetes, hipertensão devem fazer a audiometria com mais frequência.Oferece algum risco?Não existe nenhum risco, visto que, durante a audiometria, não são utilizados medicamentos, radiofrequência ou qualquer outro tipo de substância ou energia invasiva. ? 100% seguro e indolor.Caso seja diagnosticada a perda auditiva, o que fazer?Se a audiometria constatar perda auditiva, o fonoaudiólogo irá, primeiramente, buscar entender o que levou ao surgimento do problema, para saber se existe possibilidade de reversão. Perdas auditivas por infecções, como a gripe, por exemplo, costumam ser temporárias e a audição volta ao normal com o tratamento do problema.E quando não é possível reverter a perda auditiva?Perdas auditivas irreversíveis podem ser corrigidas com o uso de aparelhos auditivos, que são pequenos e discretos dispositivos eletrônicos, praticamente invisíveis. Depois de regulados com base nos resultados dos exames, eles devolvem a audição praticamente normal. Além disso, os aparelhos auditivos modernos possuem conectividade com smartphones e SmartTVs. Com esses recursos, é possível atender a chamadas telefônicas, ouvir música ou assistir a programas de TV com o som sendo enviado diretamente aos ouvidos.Quanto custa um aparelho auditivo?O modelo e o preço do aparelho auditivo são determinados pelas necessidades do paciente e pelas funcionalidades agregadas. Atualmente, existem linhas de crédito especiais para aquisição pelo Banco do Brasil. Também é possível utilizar os recursos do FGTS para adquirir os aparelhos auditivos.


Comentários (0)


Deixe um comentário